eleitores isolados

hoje não votei,
a demo.cracia esqueceu-se dos eleitores isolados

ironia macabra
fazer o povo
sair à rua,
num dia assim,
entorpecido pela mortandade.

enferma democracia,
vítima de toda a má-sorte de golpes e atentados,
agoniza, visivelmente carecida de cuidados continuados.
só a incúria,
a que te habituaste,
débil democracia,
justifica que esqueças mortos, infectados e eleitores isolados,
e abras as tuas urnas
num dia assim,
enlutado.

há cinco anos atrás, sobre chão estrangeiro

há cinco anos atrás,
sobre chão estrangeiro,
eu votei,
hoje,
sobre chão confinado,
eu não votei,
a democracia esqueceu-se
do cidadão cumpridor do dever cívico de isolamento profilático!

Antónia Marques
[ a cumprir o dever cívico de isolamento profilático ]
24 janeiro 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *