Category: Cabo Verde

do Fogo ao Inferno

Giovani nunca mais escreverá a seus pais! [singela homenagem ao jovem que deixou em Cabo Verde o Fogo e encontrou em Portugal o Inferno] “Os pais prepararam o menino para embarcar com antecedência, nos fins de setembro. Tinha que fazer matrícula, pagar propinas e alugar quarto onde pudesse estudar à noite sem restrição de luz. Na […]

Read More

No colo do vulcão

é de génio e fibra essa gente do Fogo, que teima viver no colo do vulcão. será loucura ou amor puro, prezar viver na caldeira onde ferve a próxima eclosão? não é anarquia, é estado  esse lugar derramado em permanente re-bulição chão culto e elevado, sobrevivente, parente próximo das nuvens,  riscado pela agreste lava recém-vertida, […]

Read More

notas, à margem de outras leituras

  as paredes são folhas notadas de cadernos insubmissos [da ilha que tem mindelo no centro] aglomerados escritos à mão, composições aleatórias em expansão sobre superfícies elevadas [da ilha que não tem casa para todos] permane.ser fincar os pés no lugar aí ficar, para escutar a terra flutuar [da ilha das estórias]   alva indisciplina, […]

Read More

Nha Bindi [a minha binde]

Nha bindi e spasu/lugar abertu undi nu ta partilha /mostra e nu ta da oportunidade di ten txeu conhecimento di tudu sobri bindi, ki ta usadu na kuzinha de kabu verdi pa fazi kuskuz di midju. [Versão em Caboverdiano de Iliane Moreira] [O Meu Binde] é um projeto que propõe a criação de um espaço aberto […]

Read More

Crioulo, língua (da) mãe do cabo-verdiano

Ser Professora, em diversas sala de aula de Cabo Verde, tem sido um imenso privilégio e fonte inesgotável de conhecimento. A escola, palco social e cultural privilegiado, proporciona uma rápida percepção das circunstâncias em que decorre o quotidiano do cidadão cabo-verdiano, pelo que, não me tem sido difícil percepcionar as intrincadas problemáticas, suscitadas pelo dilema […]

Read More